HINODE COARI

PROXIMAS LUTAS UFC 2016

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

'Foi inesperado', diz cientista que ajudou a detectar ondas gravitacionais

 

Embora a maioria dos físicos teóricos acreditasse que as ondas gravitacionais seriam detectadas, quase ninguém imaginava que a descoberta viria tão cedo, de acordo com o físico italiano Riccardo Sturani, do Instituto de Pesquisa Fundamental da América do Sul, localizado na Unesp, em São Paulo. Sturani dirigiu um dos grupos brasileiros que colaboraram com o Ligo. Para Saturani, a principal vitória científica é que não se trata apenas da descoberta de um novo objeto astrofísico, mas sim da "descoberta de um novo mensageiro". "O experimento nos deu acesso a mensagens que sempre foram enviadas, mas que, antes, não éramos capazes de ouvir", diz.

Sobre a dificuldade para detectar o fenômeno, o físico afirma que "é um tipo de onda que não está no espectro eletromagnético" - por isso, elas são invisíveis para as "tecnologias convencionais". Segundo Sturani, elas são "algo que interage com todas as matérias, mas de um jeito extremamente frágil. Ao distorcer o espaço-tempo, elas provocam uma variação mínima na extensão da matéria e por isso precisávamos de 'réguas' muito precisas, a fim de monitorar essas variações".

Novas descobertas

Questionado sobre o futuro após a descoberta, o cientista explica: "como conseguimos 'ouvir' objetos que não exibem ondas eletromagnéticas, temos a esperança de explorar diferentes sistemas que não emitem esse tipo de onda. Mas a esperança maior é descobrir algo inesperado. O mais excitante é que talvez possamos encontrar coisas que nem mesmo tínhamos previsto, como sistemas totalmente diversos dos que são conhecidos".

fonte: http://new.d24am.com/amazonia/ciencia/inesperado-cientista-ajudou-detectar-ondas-gravitacionais/146993

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Advogado que denunciou Adail é suspeito de esfaquear quatro no Ipase

 

Manaus - A Polícia Civil (PC) identificou o advogado Renan Lourenço Barbará, 28, como sendo o  suspeito de ter esfaqueado pelo menos quatro pessoas, entre julho de 2015  e janeiro deste ano, no conjunto Ipase,  Compensa 1, zona oeste de Manaus. De acordo com o delegado do 8º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Henrique Brasil, até agora duas pessoas reconheceram o suspeito. Em julho do ano passado, o advogado ficou preso no Comando de Policiamento Especializado (CPE) e denunciou ter sido estuprado pelo ex-prefeito de Coari Adail Pinheiro, com quem dividia a cela.

Conforme o delegado, Renan já responde na Justiça a um processo por tentativa de homicídio  contra uma mulher, em julho do ano passado, ocasião em que ficou preso preventivamente  no CPE. De acordo com ele, outros dois novos inquéritos estão em fase de conclusão e serão encaminhados para a Justiça.  Em todos os casos registrados e identificados pela polícia, o suspeito esfaqueou as pessoas nas costas e fugiu sem roubar nada. “Nós já o identificamos e tínhamos dado prazo para que comparecesse hoje (ontem) na delegacia, mas como não veio para prestar depoimento, vamos qualificá-lo de forma indireta”, disse o delegado.

Novo caso
 
Na manhã desta quinta-feira (4), outro rapaz, que não teve a identidade divulgada, esteve na delegacia e registrou denúncia contra o advogado. Ele informou à polícia que o crime foi praticado em julho do ano passado em um ponto de ônibus na Avenida Coronel Teixeira, onde foi esfaqueado, pelo suspeito, pelas costas.  

FONTE: http://new.d24am.com/noticias/amazonas/advogado-denunciou-adail-suspeito-esfaquear-quatro-ipase/146638

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

José Melo diz que ao terminar o mandato vai voltar a dar aulas

Governador, que no seu segundo ano de mandato enfrenta uma batalha judicial para permanecer no cargo, afirmou hoje (4) que quer voltar a ser professor

Governdor lançou plano para combater a malária
O governador José Melo (Pros) afirmou, na manhã desta quinta-feira (4), que não quer ser mais candidato a nenhum cargo eletivo. Ele disse que quando terminar o atual mandato vai voltar a dar aulas, que ele disse ser uma das coisas que mais ama fazer.A afirmação José Melo foi dada durante entrevista coletiva na sede do governo, na Compensa, por ocasião do lançamento do Plano de Intensificação das Ações de Controle da Malária 2016.

O governador falava sobre problemas na área de Saúde do Estado, quando disse estar pagando o preço por quebrar paradigmas na saúde, ao começar a acabar com a "máfia dos roubos no setor". No último dia 25, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) cassou o mandato de Melo e do vice, Henrique Oliveira (SDD), em um processo por compra de votos. Os dois vão recorrer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Se a Corte Superior mantiver a decisão do TRE-AM, José Melo ficará inelegível por oito anos.

fonte: http://acritica.uol.com.br/noticias/Jose-Melo-terminar-mandato-voltar_0_1516648327.html

‘Eu amo José’: Dana White volta atrás e acena com nova luta de Zé Aldo pelo cinturão do UFC

Presidente do Ultimate muda de ideia e confirma que conversará com Scarface para novo combate pelo título dos penas. Mudança veio após o lutador amazonense dizer que só lutaria pelo cinturão

Para bom entendedor, meia palavra basta. E parece que Dana White entendeu o recado que o amazonense José Aldo lhe mandou via redes sociais na semana passada. O presidente do UFC, que antes negava qualquer tipo de revanche com Conor McGregor, agora acena com a possibilidade de uma nova chance ao ex-campeão dos penas do Ultimate. A mudança do discurso do mandatário do Ultimate vem depois de Aldo declarar publicamente que só aceitaria entrar no octógono do UFC se fosse por um duelo valendo o cinturão. Na ocasião o ex-campeão dos penas, que perdeu o título aos 13 segundos de combate contra o irlandês Conor McGregor, desabafou via redes sociais dizendo o seguinte: “A única exceção seria uma luta a qualquer momento, em qualquer lugar e já que ele está com medo de me devolver o cinturão, não precisa ser pelo cinturão”, postou Aldo, marcando McGregor, Dana White e Lorenzo Fertitta - um dos donos do UFC.
 
Dana White confirmou que o conteúdo da conversa que teria com Aldo nesta quarta seria uma nova luta, mas não afirmou se poderia ser a revanche com Mcgregor. Na semana passada o presidente do Ultimate foi enfático em afirmar que um novo combate entre o brasileiro e o irlandês estava descartada. "Nós marcamos a luta da primeira vez e Aldo se machucou e teve que sair. Com isso nós marcamos novamente e terminou em 13 segundos. É difícil marcar essa luta de novo imediatamente", disse Dana na época.
Parece que o todo-poderoso do UFC sentiu a pressão do Scarface e "amarelou" pro "Campeão do Povo".

FONTE: http://acritica.uol.com.br/craque/Jose-Dana-White-Aldo-UFC_0_1516648328.html

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Bando é preso após assalto a drogaria em Novo Airão (AM)

A quadrilha foi presa, após um dos suspeitos, em fuga, ter deixado cair o aparelho celular. Eles estavam em  dois carros roubados

Cinco pessoas foram presas em flagrante pela Polícia Militar por roubo a uma drogaria no município de Novo Airão (a 115 quilômetros de Manaus). A prisão da maioria se deu após um militar ter atendido um telefonema de um dos bandidos. As informações são da 77ª Distrito Integrado de Polícia (DIP) do município. De acordo com o delegado José Lázaro Ramos, titular do 77º DIP, os suspeitos foram identificados como Arlen Maués de Araújo, o “Louco”, 33; Daniel Oliveira de Souza, o “Negão”, 23; Cleucijone Pereira da Silva, 36; Juliana da Silva Serra, 20; e Bruno Andrea Bento Morais, de 34 anos.

O bando foi preso após um dos suspeitos, em fuga, ter deixado cair o aparelho celular. Um dos policiais militares que estava na perseguição pegou o celular e percebeu que o mesmo estava tocando. Ao atender, “Negão”, que estava na outra linha, começou a dizer que o plano havia dado errado. Durante a ligação, “Negão” pediu para que o comparsa, de nome não revelado, ficasse no local e esperasse pelo seu resgate. Segundo as informações do batalhão da Polícia Militar em Novo Airão, o policial marcou um ponto e esperou pelo suspeito, que chegou minutos depois, sendo preso em seguida. Após a prisão de Negão, o mesmo revelou onde estariam os comparsas. A primeira a ser presa foi Juliana, que ainda foi capturada no local do crime, após ter sido detida e espancada por populares, na avenida João Paulo 2, Centro de Novo Airão.

Segundo a polícia, a suspeita entregou Cleucijone, que foi preso no Hotel Rio Negro. Em seguida, prenderam Arlen e Bruno, em suas respectivas residências. Conforme informações da polícia, o bando fez um arrastão na farmácia. O quarteto estava divido em dois carros, sendo um Palio, de cor azul e placas JXY 4991, com restrição de roubo e um Fiat Uno branco, de placas PHE 8966.

Mais dois suspeitos

O bando informou que mais dois suspeitos, identificados apenas como “Beto”, vulgo Playboy e Espinha, também estavam no esquema de roubo, mas conseguiram fugir. Daniel, o “Negão”, estava com uma moto modelo CB300 roubada na frente da própria casa.

Autuados 

Segundo o delegado titular do município de Novo Airão, José Lázaro Ramos, o quarteto foi autuado pelos crimes de roubo, formação de quadrilha e porte ilegal de arma de fogo, uma vez que foi encontrado com o quarteto um revólver calibre 38.

Encaminhados 

Ainda na última terça-feira (2), a quadrilha foi encaminhada a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus, e ficará a disposição da justiça.

FONTE:  http://acritica.uol.com.br/noticias/Bando-preso-assalto-drogaria-Airao_0_1515448485.html

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Polícia Civil recupera veículos roubados em Manaus e levados por quadrilha para Coari

Veículos eram roubados em Manaus por uma quadrilha especializada e repassados para outra quadrilha responsável por enviar os carros adulterados para municípios do Estado

De acordo com o delegado Péricles do Nascimento, titular da Derfv, cinco pessoas entre fazendeiros, comerciantes e taxistas foram presos no município e irão responder por receptação e uso de documentação falsa. Os veículos eram roubados em Manaus por uma quadrilha especializada e repassados por valores entre R$ 5 mil e R$ 7 mil para outra quadrilha que ficava responsável por enviar os carros adulterados para municípios do Estado.

A seguir, a relação com os modelos, cor e placas originais dos veículos recuperados: Montana preta – NOU 0478, Voyage preto – OAH 5583, Fiesta preto – NPD 9365, Siena preto – NOT 4767, Montana vermelha – NOR 6703, Strada branca – NOP 0512, Saveiro Cross branca – NOW 5092, S-10 preta – OAC 6093, S-10 prata – JXS 0902, S-10 branca – NPA 4721 e S-10 branca – NPA 7284.

fonte: http://acritica.uol.com.br/noticias/Veiculos-Manaus-Coari-AM-recuperados_0_1514848512.html

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Mais duas prefeituras abrem 247 vagas e pagam até R$ 2,2 mil


Manaus - Mais duas prefeituras do interior do Amazonas lançaram editais de processo seletivo simplificando que abrem 247 vagas para os níveis Médio e Superior com  salários de até R$ 2,2 mil. A maioria das oportunidades foi aberta em Beruri  (a 173 quilômetros a sudoeste de Manaus).
Naquele município foram abertas 219 oportunidades de trabalho temporário. A remuneração será de R$ 1.019,88 a R$ 1.109,88. A carga horária limite de trabalho é de 20 horas semanais. O edital foi publicado ontem,   no Diário Oficial dos Municípios do Amazonas.

A seleção pretende preencher 146 vagas temporárias, além de formar cadastro de reserva com 73 vagas, para professores da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA). Os requisitos exigidos são Ensino Médio completo na modalidade Normal. Também é preciso apresentar uma carta de recomendação emitida pelo coordenador de polo a respeito do desempenho profissional.  As inscrições vão ocorrer entre 1º e 5 de fevereiro, das 8h às 14h, na Escola Municipal Castelo Branco, na Avenida Castelo Branco, Centro de Beruri. A inscrição é gratuita. O candidato deve apresentar o formulário de inscrição, além de documentos exigidos  no edital.

Maués

O município de Maués (a 276 quilômetros a leste de Manaus) lançou um processo seletivo com 28 vagas, com salários de até R$ 2,2 mil. O edital foi publicado no Diário Oficial dos Municípios do dia 26. As oportunidades são para a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) de Maués.  O salário para os cargos de nível Médio é de R$ 880. Para funções administrativas, é preciso ter curso de informática básica.
Para nível Superior, há vagas para assistente social e psicólogo. Também há chances para pedagogo. A remuneração para os graduados é de R$ 2,2 mil. Os candidatos poderão se inscrever na Secretaria Municipal de Assistência Social, na Praça Coronel João Verçosa, s/n, em Maués, nos dias 4, 5, 6, 10, 11, 12 e 13 de fevereiro, das 8h às 14h. Não será cobrada taxa. A avaliação será por meio de análise de documentação. No ato da efetivação da inscrição, o candidato deverá apresentar o currículo e  vários documentos. A lista de documentos exigidos está no edital.

fonte: http://new.d24am.com/noticias/concursos/mais-duas-prefeituras-abrem-247-vagas-pagam-22/146309

Dana White nega revanche a José Aldo

Presidente do UFC lembrou que o amazonense abandonou o primeiro combate por lesão e ainda perdeu a luta em 13 segundos. "É duro de marcar esse combate mais uma vez”, disse.

Parece que o amazonense José Aldo não vai ter tão cedo a sua tão sonhada revanche contra o irlandês Conor McGregor. Em entrevista a uma rádio dos EUA, nesta sexta-feira (28), o presidente do UFC, Dana White negou interesse em organizar o combate entre os dois lutadores. “Nós fizemos essa luta na primeira vez e ele (José Aldo) se machucou. Então marcamos de novo e ele perdeu em 13 segundos. É duro de marcar esse combate mais uma vez”, disse Dana.“O problema é que todo mundo agora, dos pesos moscas aos pesados, todos querem uma luta contra o McGregor. É a luta do dinheiro”, finalizou o chefão. Nesta semana, o amazonense falou grosso com o UFC e com Dana, exigindo uma revanche contra o irlandês. McGregor acabou com a invencibilidade de dez anos do lutador amazonense. 

fonte:http://acritica.uol.com.br/craque/Dana-White-revanche-Jose-Aldo_0_1512448790.html

Irmão de vereador é preso em Tapauá (AM) por pescar quelônios e trocá-los por maconha

Segundo a polícia, o parente do vereador e outro homem pescavam quelônios em comunidades distantes, trocavam os animais por drogas e depois vendiam os entorpecentes

Dois homens foram presos pelas polícias Civil e Militar no município de Tapauá, distante 449 quilômetros de Manaus, em linha reta, suspeitos de tráfico de drogas. A dupla, segundo a polícia, pescava quelônios e depois trocava os animais por drogas. Leonardo Gomes Martins, 37, e Evaldo Avelino de Abreu, 38, irmão de um vereador que não teve o nome divulgado, foram capturados em flagrante na manhã de ontem, quinta-feira (28), após semanas de investigação. De acordo com a Polícia Civil, com a dupla foram apreendidas várias porções de maconha, totalizando 500 gramas da droga.


Segundo o delegado da 64ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), Osman Nasser Antunes Aguiar, a dupla costumava viajar para comunidades distantes da cidade de Tapauá, pescava quelônios e depois trocava os animais por drogas. A droga era distribuídas em “bocas de fumo” do município. Os dois homens foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas. Eles ficaram presos na 64ª delegacia, onde ficarão à disposição da Justiça.

fonte: http://acritica.uol.com.br/noticias/Dupla-suspeita-Tapaua-quelonios-animais_0_1513048689.html

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Operação aponta que empresários e comerciantes de Coari revendem carros roubados no município

De acordo com o delegado da DERFV, Péricles Rodrigues do Nascimento, “empresários e comerciantes dos municípios são os responsáveis por revender os veículos por preços mais atrativos e em conta” 

Uma quadrilha de Manaus está enviando veículos roubados ao município de Coari (distante a 363 quilômetros da capital) para serem revendidos por preços abaixo do valor de mercado. Isso foi o que apontou a ação conjunta realizada, desde a última segunda-feira (25), pela Delegacia Especializada em Furtos e Roubos de Veículos (DERFV), Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-AM) e a Prefeitura Municipal de Coari. De acordo com o delegado da DERFV, Péricles Rodrigues do Nascimento, responsável pela operação, cinco pessoas foram presas em flagrante em poucas horas de trabalho. Ao todo, 12 veículos roubados foram apreendidos. “Realizamos cinco prisões em flagrante e alguns indiciamentos de pessoas que não localizamos dentro dos veículos, por isso não foi possível dar o flagrante. Foram apreendidos sete carros pequenos e cinco picapes”, disse.
 
O delegado informou, ainda, que a delegacia já tem informações de como as quadrilhas especializadas neste tipo de crime atuam, roubando os veículos em Manaus e os distribuindo para vários municípios do interior do Estado do Amazonas, e começam a traçar planos para brecar os criminosos.“Um grupo criminoso de Manaus rouba os carros, outro compra e distribui aos municípios. Os responsáveis pela distribuição compram os carros roubados por valores baixos, os colocam em balsas e levam ao interior. Empresários e comerciantes dos municípios são os responsáveis por revendê-los por preços mais atrativos e em conta”, explicou. O tráfico de drogas também tem ligação com o roubo de veículos na área. Segundo o delegado, alguns dos automóveis apreendidos estavam em posse de pessoas que teriam ligação com o tráfico de drogas da região.

“O tráfico de drogas é algo que está em todos os municípios do Amazonas. Alguns desses veículos estavam com traficantes de Coari. Fizemos apenas cinco flagrantes, pois os que tinham ligação com o tráfico de drogas abandonaram os carros [provavelmente quando tiveram conhecimento da operação] e por isso não foi possível fazer o flagrante. Já estamos estudando fazer outra operação para apreender, além dos carros, motocicletas”, informou. Conforme o delegado, os veículos apreendidos em Coari serão periciados, para depois serem deslocados até Manaus e devolvidos aos seus verdadeiros donos. 

Posicionamento da prefeitura

Em nota, o prefeito de Coari, Raimundo Magalhães, disse não ter o menor conhecimento que veículos roubados estavam circulando na cidade e sendo comercializados. Ele lembrou que foi através de sua solicitação que foi enviada a  Coari, por meio da SSP-AM, uma força-tarefa para combater o crime organizado. De acordo com o gestor do município, ele foi informado que os investigadores já têm informações de pessoas em Coari suspeitas de envolvimento no roubo de carros em Manaus e comercialização desses veículos em vários municípios do interior. “Estamos preocupados com a crescente onda de violência na cidade. Mesmo a segurança pública sendo de competência do Governo do Estado, nós estamos fazendo a nossa parte, tanto que a prefeitura de Coari tem financiado a logística, a alimentação e a estada dos policiais militares, bem como fretamento de aeronaves para a manutenção do efetivo no município”, explicou o prefeito.

fonte:http://acritica.uol.com.br/noticias/Operacao-empresarios-comerciantes-Coari-municipio_0_1511848841.html

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Vacina contra o zika vírus só poderá ser usada em três anos

 

Brasil e Estados Unidos fecharam um acordo para acelerar a produção de uma vacina conjunta contra o zika vírus. Mas, no cenário mais otimista, o produto estará no mercado somente em três anos. Nesta quarta-feira, 27, em Genebra, na Suíça, o chefe da delegação brasileira nas reuniões da Organização Mundial da Saúde (OMS), Jarbas Barbosa, reuniu-se com representantes do governo americano. O acordo foi de que haveria um compromisso de ambos os lados para "acelerar" os trabalhos por uma vacina entre as instituições de pesquisa dos dois países. Mas, segundo Barbosa, uma vacina apenas poderia começar de fato a ser usada em três anos. "Normalmente, vacinas podem levar até dez anos para serem produzidas. Nossa meta é a de encurtar esse prazo de forma importante", disse o chefe da delegação brasileira, que também é presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Um primeiro grupo de especialistas brasileiros vai à Universidade do Texas na semana que vem. Segundo Barbosa, trata-se de pesquisadores do Instituto Evandro Chagas. "Já estamos iniciando a cooperação", disse. "Tanto do lado brasileiro como americano, existe a esperança de que isso acelere e que possamos ter, em um tempo muito menor, mais essa arma contra o zika vírus", afirmou. Questionado sobre prazos, Barbosa apontou que o cenário é de três anos até que todos os testes sejam feitos. "É difícil estabelecer um prazo exato. Mas, com esse esforço conjunto, estamos falando em um tempo de 30%, 40% ou 50% inferior a um desenvolvimento normal. Podemos talvez falar num universo de três anos para ter uma vacina desenvolvida", explicou o brasileiro.

Em Quito, no Equador, a presidente Dilma Rousseff (PT) declarou nesta terça-feira, 26, que a busca pela vacina é um de seus objetivos. "Se ainda hoje nós não temos uma vacina, temos certeza de que iremos ter, mas vai levar um tempo. A melhor vacina contra o vírus da zika é o combate de cada um de nós, do governo, mas também da sociedade, eliminando todos os focos nos quais o mosquito vive e se reproduz", disse.

fonte: http://new.d24am.com/noticias/saude/vacina-contra-zika-virus-podera-usada-tres-anos/146225

Prefeito de Coari (AM) anuncia cancelamento do carnaval para investir em infraestrutura

De acordo com o prefeito Raimundo Magalhães, o cancelamento da folia vai gerar uma economia de aproximadamente R$ 700 mil reais aos cofres públicos

O prefeito de Coari, Raimundo Magalhães, anunciou no último sábado, (22) o cancelamento do carnaval oficial da cidade e garantiu que os recursos que seriam investidos na festa, cerca de R$ 700 mil reais, serão usados para obras de infraestrutura no bairro Nazaré Pinheiro. A exemplo de vários prefeitos por todo Brasil, o prefeito de Coari, Raimundo Magalhães, tomou a decisão de cancelar a festa de Momo e investir todo o dinheiro que seria gasto com a organização da festa na infraestrutura do bairro Nazaré Pinheiro. De acordo com Magalhães, o cancelamento da festa vai gerar uma economia de aproximadamente R$ 700 mil reais aos cofres públicos.

“Todo o dinheiro que seria aplicado na contratação de bandas, som, iluminação e trio elétrico serão destinados aos serviços de drenagem, asfaltamento e construção de meio-fio no bairro Nazaré Pinheiro”, justificou o prefeito. Magalhães ressaltou que optou por não investir no carnaval após constatar mais redução ainda nos repasses dos royalties do petróleo para Coari, que só no ano passado representou R$ 33 milhões de reais a menos nos cofres do município, conforme noticiado recentemente no jornal A Crítica.   

Esta é a terceira vez que o prefeito destina recursos de festa para outras finalidades definidas por ele como prioridade. A primeira atitude dessa natureza ocorreu logo no segundo mês de sua gestão, em junho do ano passado, quando cancelou o Festival folclórico de Coari, que teria um custo aproximado de 2 milhões de reais, e transformou em ajuda humanitária para as famílias atingidas pela maior enchente que o município registrou nos últimos 50 anos. Outra ação semelhante aconteceu durante a realização das festas de fim de ano, que não foram canceladas, mas tiveram os custos reduzidos drasticamente, para que o município em parceria com o governo do Estado pudesse fazer investimento em saúde. Enquanto em 2013 a Prefeitura gastou mais de R$ 3 milhões de reais só com o Auto de Natal, em 2015 o evento custou apenas R$ 100 mil reais. Foi graças a essa economia que foi possível inaugurar no dia 28 de dezembro do ano passado duas importantes unidades de saúde, o Centro Especializado em Reabilitação (CER2), com capacidade de oferecer serviços gratuitos de reabilitação física, visual e auditiva a mais de 3 mil pessoas por mês e o primeiro Hemonúcleo do interior do Estado, chamado Paulo Jorge Matos, um extensão do Hemoam de Manaus, com equipamentos modernos e uma equipe técnica qualificada para auxiliar o Hospital Regional de Coari em cirurgias e tratamentos de doenças com sangramentos que antes só eram realizados em Manaus. 

Blocos Mantidos

Ainda de acordo com o prefeito Magalhães, o cancelamento do evento não impede que blocos carnavalescos saiam às ruas durante os dias de folia. Porém as agremiações deverão informar a administração e a Polícia Militar com antecedência sobre os dias, horários e trajetos previstos. “Não estamos cancelando o carnaval da cidade, só não iremos realizar o carnaval que é realizado no Centro Cultural Carlos Braga, que é promovido com patrocínio exclusivo da Prefeitura de Coari, porque estamos encaminhando os recursos para a infraestrutura da cidade. Estamos pensando no bem-estar da população”, disse Magalhães. Outros tradicionais eventos, como o Baile de Carnaval da Terceira Idade, estão mantidos, assim como os bailes que ocorrem nas casas de show e nas ruas da cidade. Para garantir a segurança dos foliões que forem às ruas durante o carnaval acompanhar os blocos, o DETRAC (Departamento de Transito de Coari), a Guarda Municipal e a Polícia Militar estarão nas ruas.

fonte:http://acritica.uol.com.br/noticias/Prefeito-Coari-AM-cancelamento-infraestrutura_0_1511248866.html

Justiça bloqueia R$ 1 milhão das contas da Prefeitura de Parintins por TAC não cumprido

Segundo o prefeito Alexandre da Carbrás, o bloqueio do recurso inviabiliza uma série de ações como o pagamento de servidores e fornecedores. Ele afirmou ainda que a realização do Carnailha também está ameaçada

                              Prefeito disse que um recurso referente ao mesmo este TAC estará em julgamento nesta quarta, em Manaus, e por isso lhe causou estranheza a medida judicial que bloqueia os valores 
 
A Justiça do Trabalho bloqueou aproximadamente R$ 1 milhão de reais das contas da Prefeitura de Parintins. A informação foi repassada pelo prefeito Alexandre da Carbrás nesta terça-feira, em coletiva de imprensa. Segundo o gestor do município, o bloqueio se dá por conta de um TAC – Termo de Ajustamento de Conduta assinado pelo município em 2003.No TAC a Prefeitura se compromete a eliminar a figura do servidor temporário por meio de concursos públicos. Além da promoção de concursos, outra obrigação da Prefeitura seria a demissão dos temporários entre outros pontos.Segundo o prefeito Alexandre da Carbrás, o bloqueio do recurso inviabiliza uma série de ações como o pagamento de servidores e fornecedores. Ele afirmou ainda que a realização do Carnailha também está ameaçada.

“Nós fomos pegos de surpresa no momento em que mal conseguimos arcar com a folha de pagamento. Antes de pagar os fornecedores, nossa preocupação maior é com nossos servidores”, disse. Alexandre disse que um recurso referente ao mesmo este TAC estará em julgamento nesta quarta-feira, em Manaus, por isso afirmou lhe causar estranheza a medida judicial que bloqueia os valores. “Um recurso como esse faz muita e é lamentável que isso ocorra neste momento”, enfatizou. O prefeito de Parintins acredita que a Prefeitura tem buscado se regularizar perante a Justiça do Trabalho ao cumprir pontos referentes ao Termo de Ajustamento de Conduta. “Demitimos os temporários ano passado e estamos promovendo um concurso com mais de duas mil vagas o que prova nossa intenção de resolver as pendências”, concluiu.

Prefeitura anuncia empresa que irá fazer concurso 

O Instituto de Pesquisa de Rondônia (IPRO) foi a empresa ganhadora dalicitação para realizar o concurso público da Prefeitura de Parintins.O termo de contrato foi assinado nesta segunda-feira, pelo prefeitoAlexandre da Carbrás após resultado no pregão presencial 01/2016. Aempresa terá a responsabilidade de realizar o concurso, incluindopreparação, elaboração e confecção das provas, processamento deresultados de todo o processo. O certame anunciado pela Prefeitura de Parintins disponibilizará 2.055vagas em todos os níveis. A meta da administração é que a homologaçãodos resultados ocorra ainda no primeiro semestre.

Segundo Carbrás, os representantes da empresa deverão chegar estasemana no município para junto ao município definir os andamentos dadisputa. “Esse é um passo muito importante principalmente para aquelesque já não acreditavam nesta oportunidade. Muito em breve teremos maisnovidades a respeito desse concurso tão esperado pela nossa população.O prefeito Alexandre da Carbrás foi enfático em afirmar que não há apossibilidade do concurso não ser realizado por conta do calendárioeleitoral de 2016. “Conversamos com a nossa Procuradoria e buscamostambém essa informação em outras fontes que nos garantem que nãohaverá prejuízos para a realização do certame”.

fonte: http://acritica.uol.com.br/noticias/Justica-Prefeitura-Parintins-TAC-cumprido_0_1511248914.html

Onda de violência preocupa Coari (AM), que cobra mais ações de combate ao tráfico de drogas

Segundo o diretor o Departamento de Investigações Sobre Narcóticos, há fortes indícios de que todos os crimes que estão ocorrendo em Coari estejam relacionados de alguma forma com o tráfico de drogas. O Comandante-Geral da Polícia Militar do Amazonas afirmou, na última semana, que recebeu ordem do governador José Melo para dar total apoio à segurança pública do município

Na manhã desta quarta-feira (27), a Delegacia Especializada em Furtos e Roubos de Veículos (DERFV) - por meio do delegado Péricles Rodrigues do Nascimento, que está no município de Coari (distante a 363 quilômetros da capital Manaus) numa ação conjunta entre a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-AM) e a Prefeitura Municipal de Coari -, informou que apreendeu 12 veículos roubados e prendeu cinco pessoas em flagrante dentro de poucas horas.

O delegado Péricles informou, ainda, que a delegacia já tem informações de como as quadrilhas especializadas neste tipo de crime atuam, roubando os veículos em Manaus e os distribuindo para vários municípios do interior do Estado do Amazonas, e começam a traçar planos para brecar os criminosos. “Coari é o primeiro município em que estamos atuando, mas certamente iremos agir em outros do Estado”, garantiu o delegado. Segundo ele, os veículos apreendidos em Coari “agora serão periciados, para depois serem deslocados até Manaus e devolvidos aos seus verdadeiros donos”.

Este caso reflete o crescente índice de violência que começa a ser percebido pelas ruas do segundo município mais rico do Amazonas, graças aos royalties pago pela produção de gás natural. A cidade de Coari vem enfrentando o problema que, segundo o Departamento de Investigações Sobre Narcóticos (Denarc), está associado ao tráfico de drogas e tem levado as autoridades do município e até da capital a cobrar dos governos Estadual e Federal ações de melhorias para a segurança pública da cidade.

Direta ou indiretamente

Segundo o diretor do Denarc, delegado Samir Freire, que também está atuando em Coari desde o dia 21 de janeiro, há fortes indícios de que todos os crimes que estão ocorrendo em Coari estarem relacionados de alguma forma com o tráfico de drogas, seja por disputa de espaço de venda de droga, acerto de conta, ou o crime de latrocínio (assalto seguido de morte).  “Infelizmente a gente nota que em locais onde acontece tráfico de drogas, acontecem também muitos delitos secundários como homicídios e roubos. Então a droga é um problema que precisa ser sempre combatido”, afirmou o delegado. O Comandante Geral da Polícia Militar do Amazonas, coronel Marcus Frota, em entrevista ao Programa Fala Cidadão, na Rádio Nova Coari FM, no último sábado (23), afirmou que recebeu ordem do governador José Melo para dar total apoio à segurança pública de Coari, mas que "o esforço que se fará não pode ser feito apenas por uma mão, tem que ser várias mãos nessa causa".

“Nós precisamos de um grande empenho do Poder Judiciário. Nós precisamos de um delegado presente e atuante para podermos dá uma satisfação ao povo de Coari. Porque se nós não tivermos os mandados de prisão na mão, nada a polícia pode fazer para prender os delinquentes que se encontram comprometidos com o crime. Repito: a partir dessa semana nós vamos realizar uma força-tarefa. E não será uma ação temporária, nós vamos fazer constantemente. Mas, precisamos do Ministério Público, do Poder Judiciário e precisamos do delegado 24 horas presente conosco, senão não vai dar certo”, declarou Frota à rádio.

O Comandante também confirmou que, ainda esta semana, o Governo do Estado entregará uma lancha balsa para ser utilizada no combate aos piratas dos rios, que têm cometidos diversos ataques criminosos entre os municípios de Coari e Tefé. A Prefeitura de Coari também informou que o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) doou ao município uma balsa que será utilizada para a instalação de um posto da Polícia Militar na fronteira com o município de Tefé.

Ataque de piratas preocupam

O combate aos piratas dos rios, um dos problemas que mais preocupa a população de Coari, sobretudo as famílias que residem no trecho entre Coari e Tefé, deverá ganhar reforço com operações conjuntas da Marinha, Exército, Polícia Federal e SSP-AM, caso a indicação do deputado estadual Luiz Castro (Rede), de utilizar as Forças Armadas neste combate, seja acatada. O pedido, segundo o parlamentar, pré-candidato à Prefeitura de Manaus pela Rede Sustentabilidade, se deve às constantes reivindicações de ribeirinhos, empresas de navegação e usuários do transporte fluvial, que clamam por medidas governamentais para coibir as ações criminosas. Conforme Luiz Castro, registros da SSP-AM apontam que mais de cem casos envolvendo furtos e roubos entre 2014 e 2015, e justamente por esse motivo solicita operações conjuntas da Marinha, Exército, Polícia Federal e Secretaria de Segurança Pública nos rios da região.

Segurança pública

Em nota, a Prefeitura de Coari diz que desde julho de 2015 tem cobrado do Governo do Estado ações no sentido de melhorar os mecanismos de segurança pública no município e que, embora ações imediatas tenham sido implementadas (tal como o aumento sazonal do efetivo da Polícia Militar com o reforço da Tropa de Choque e o aperfeiçoamento de investigações com ações de inteligência e o reforço da Polícia Civil, com envio de uma equipe da Delegacia Especializada de combate ao tráfico de entorpecentes), a Prefeitura acredita que mais pode ser feito. O prefeito de Coari, Raimundo Magalhães (PRB), relata está muito preocupado com a questão da violência em Coari. Por isso, tem feito constantes cobranças dos órgãos de segurança do Estado para que atentem para esse problema.

“Na última vez que estive em Manaus, antes mesmo dos últimos acontecimentos, eu reuni duas vezes com o secretário de Segurança Pública do Estado, o delegado da Polícia Federal Sergio Fontes, e além de relatar todos os problemas que o município vem enfrentando na área de segurança pública, solicitei uma equipe da Tropa de Choque para ajudar o efetivo da PM em Coari, que é apenas de 33 policiais, e pedi também a presença da Delegacia Especializada em combate ao tráfico de drogas aqui em Coari, para que possa investigar e punir as pessoas que estão tirando o sossego e a paz da nossa população, e nós fomos imediatamente atendidos”, disse Magalhães. Ainda segundo Magalhães, o Secretário de Segurança Pública anunciou que em 30 dias Coari contará com Câmeras de vigilância 24 horas, que serão instalaras nas principais vias e entradas de bairros.

fonte: http://acritica.uol.com.br/noticias/Onda-violencia-Coari-AM-combater_0_1511848810.html

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Julgamento sobre fim da cobrança de ICMS da internet no Amazonas é novamente adiado pelo TJ-AM

O adiamento foi proposto pelo relator Wellington José de Araújo. A nova data de julgamento está prevista para a sessão realizada na próxima terça (2)

A Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIn), impetrada pelo ex-deputado Marcelos Ramos (PR) que questiona a cobrança do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre os serviços prestados na Internet foi adiada novamente. O adiamento foi proposto pelo relator Wellington José de Araújo.

O julgamento está previsto para acontecer na sessão realizada na próxima terça-feira (2). Na audiência anterior,o desembargador Domingos Jorge Chalub Pereira havia pedido vista para discutir questão processual que versava sobre a procuração. Segundo ele, havia um equívoco em relação ao excogito que postula o caso de Marcelo Ramos. "Por conta de um erro no sistema, eu não consegui ter acesso ao documento encaminhado pelo desembargador Chalub. Tendo contato apenas poucos minutos antes dessa sessão. E eu preciso analisar detalhadamente para poder me manifestar. Não podendo ocorrer a sessão hoje", destacou o magistrado Wellington de Araújo.

Ação

A ADIn foi impetrada em 2013 pelo então Marcelo Ramos, devido ao fato do governo do estado não ter competência para tributar esse tipo de serviço. Caso aprovada, a pauta garantiria o fim da alíquota de 20% do ICMS sobre os serviços prestados da Internet. "Já existe jurisprudência sobre a matéria, só estamos à espera da votação", afirma o ex parlamentar. "Eu entendo que são trâmites que o Tribunal tem que obedecer, mas enquanto não é julgada, os consumidores continuam pagando os impostos", complementa Marcelo Ramos.

fonte: http://acritica.uol.com.br/noticias/Julgamento-ICMS-Amazonas-novamente-TJ-AM_0_1511248887.html