sexta-feira, 25 de julho de 2014

Municípios do AM estão na lista dos que possuem o menor índice de desenvolvimento humano

Os municípios amazonenses de Atalaia do Norte e Itamarati completam a lista dos locais que possuem o menor Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) da Região Norte

O fato de nenhum município da região Norte apresentar-se como tendo o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) muito alto, conforme os dados divulgado ontem pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), mostra a persistência da desigualdade do País e é também indicador de não fazemos ainda parte da República brasileira, disse ontem a pedagoga Nonata Corrêa, secretária estadual de combate ao racismo do Partido dos Trabalhadores no Amazonas e uma das fundadoras do Fórum de Mulheres Afro-Ameríndias e Caribenhas.

Dois municípios amazonenses, Atalaia do Norte (AM) (0,259) e Itamarati (AM) (0,266) completam a relação de municípios com os menores IDHM Educação. Na região Norte, o mais baixo é de Melgaço (PA), é com IDHM Educação igual a 0,207. Em termos percentuais, Mateiros (TO) (509,2%), Jordão (AC) (444,2%), Japurá (AM) (331,3%) e Pauini (AM) (328,4%) são os municípios que apresentaram os melhores desempenhos nessa área. Ao lembrar que Estado brasileiro é obrigado a medir o IDH, a partir do pacto assinado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e enfrentado de forma mais positiva com Luiz Inácio Lula da Silva, que assinou o pacto dos Oito Objetivos do Milênio (ODM), Nonata lembra que o Brasil já cumpriu o objetivo de reduzir pela metade o número de pessoas vivendo em extrema pobreza até 2015, passando de 25,6% da população em 1990 para 4,8% em 2008. 

Na educação, ela cita os dados mais recentes do 4º Relatório Nacional de Acompanhamento dos ODM, de 2010, com estatísticas de 2008, mostrando a quase universalização das matrículas de crianças e jovens de 7 a 14 anos, que chega a 94,9% no ensino fundamental. Nas capitais, esse percentual chega a 95,1%. “O objetivo de universalizar o ensino básico de meninas e meninos foi praticamente alcançado, embora ainda falte melhorar a qualidade desse ensino”, disse ela.

fonte: http://acritica.uol.com.br/noticias/Municipios-Norte-completam-listas-possuem-menor-IDHM-Indice_de_Desenvolvimento_Humano_Municipal-educacao-Atalaia_do_Norte-Itamarati_0_1181281862.html

Careiro Castanho e Japurá recebem ações do Amazonas Saúde Itinerante

saude-itinerante-amOs municípios de Careiro Castanho e Japurá (distantes, respectivamente, a 102 e  744 quilômetros de Manaus) recebem, nesta semana, as ações do programa Amazonas Saúde Itinerante, do Governo do Estado. De acordo com o secretário estadual de Saúde, Wilson Alecrim, no Careiro, as atividades tiveram início na segunda-feira (21) e se estenderão até sábado (26), com a oferta de consultas oftalmológicas. Em Japurá, o atendimento inicia nesta sexta-feira (25) e vai até domingo (27), com a realização de uma jornada de cirurgias. 

“As consultas oftalmológicas devem beneficiar aproximadamente 600 pessoas, até o fim da ação. Na jornada de cirurgias gerais e ginecológicas, o atendimento deve totalizar 40 pacientes”, destacou Alecrim. O programa Amazonas Saúde Itinerante já passou, somente neste mês de julho,  por Pauini, Ipixuna, Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Tabatinga, Guajará, Borba, Manicoré e São Gabriel da Cachoeira. E há, ainda, ações programadas para Manaquiri, com realização de consultas com oftalmologistas, pediatras e ginecologistas; e Tapauá, com atendimento oftalmológico.  

Balanço – De janeiro até junho deste ano o Amazonas Saúde Itinerante realizou, no interior do Estado, 1.001 cirurgias de catarata, 118 cirurgias reparadoras de lábio leporino e 953 cirurgias gerais e ginecológicas. Foram 11.137 consultas na especialidade de oftalmologia, com a distribuição de 5,6 mil óculos para as pessoas que necessitavam.  Também foram levadas às comunidades, consultas com médicos especialidades nas áreas de ginecologia, pediatria, cardiologia, urologia e neurologia. Além disso, por meio dos barcos de Pronto Atendimento Itinerante (PAI) – uma vertente do Amazonas Saúde Itinerante realizada por meio de parceria entre a Secretaria Estadual de Saúde (Susam) e a Secretaria Estadual de Assistência Social e Cidadania (SEAS) –, o programa também já registra, neste ano, mais de 21,3 mil consultas médicas e odontológicas.

fonte: http://www.blogdafloresta.com.br/careiro-castanho-e-japura-recebem-acoes-amazonas-saude-itinerante/

Luz Para Todos, continuam inaugurações de obras no interior do Amazonas

Engº Robson de Bastos
Em atenção à nota publicada em jornal desta cidade, em que o candidato ao Senado Omar Aziz, relata que as obras do governo federal no estado estão paralisadas, principalmente as relacionadas ao Programa Luz para Todos, o Coordenador do Programa no Estado, Engº Robson de Bastos informa que as obras estão ocorrendo de acordo com a programação elaborada pela Concessionária Amazonas Distribuidora de Energia, tendo já atendido 95.380 domicílios nos 62 municípios, com um investimento de R$ 802.123.300.


O Coordenador informa ainda, que tem efetuado verificações de obras e constatado o avanço anunciado pela Concessionária Amazonas Energia. Recentemente o mesmo esteve nos municípios de Benjamin Constant, Tabatinga, São Paulo de Olivença, Manacapuru e Beruri, tendo inclusive inaugurado obras em comunidades indígenas de São Paulo de Olivença ( Comunidade Tupy e Deus me Ajude ) e populações tradicionais no Lago do Beruri – Município de Beruri . Em todas estas ações, a coordenação foi acompanhada por membros da Comissão de Geodiversidade, Minas e Energia, da Assembléia Legislativa do Estado do Amazonas, presidida pelo Deputado Estadual Sinésio Campos, que comprovaram a execução das obras.

fonte: http://www.blogdafloresta.com.br/luz-para-todos-continuam-inauguracoes-de-obras-interior-amazonas/

Justiça Eleitoral julgou 270 registros de candidaturas, até agora, no Amazonas

 

Manaus - O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) julgou, até a tarde dessa quinta-feira (24), 270 pedidos de registros de candidaturas para as eleições deste ano. O número corresponde a 37% do total de candidaturas que o tribunal deve analisar, 721. Os pedidos começaram a ser julgados no dia 5 deste mês. Do total de registros já julgados, 258 foram aceitos, sete negados e cinco foram de candidatos que renunciaram. Entre os aceitos, constam uma candidatura ao governo do Estado, de Herbert Amazonas (PSTU), um candidato ao Senado, Omar Aziz (PSD), oito a deputado federal e 248 candidatos a deputado estadual.

De acordo com a secretária Judiciária do TRE, Trícia Melo, os julgamentos estão ocorrendo com a celeridade esperada e estão seguindo todo o trâmite. “Assim que os candidatos fazem o pedido, apresentam os documentos obrigatórios e o TRE encaminha a documentação à Procuradoria Eleitoral. A análise dos documentos é feita pela procuradoria e pelo relator do processo, que decide pelo deferimento ou não do pedido”, explicou. A maioria dos processos de registro de candidatura é julgada por apenas um juiz. Caso a Procuradoria Eleitoral opine pela rejeição de um registro, este é encaminhado para o pleno do TRE, onde sete juízes decidem se acompanham o parecer da Procuradoria Eleitoral. Na eleição deste ano, oito pedidos de registros já foram encaminhados ao pleno do tribunal. Em sete deles, os juízes confirmaram o parecer da Procuradoria Eleitoral e negaram os registros e um caso foi suspenso a pedido do juiz Délcio Santos, sob a justificativa de analisar melhor os documentos do processo.

Fora da eleição

Antes mesmo de começar a campanha eleitoral no rádio e na TV, cinco renúncias já foram registradas pelo TRE. Do PSOL, foram três renúncias: o candidato a vice-governador Mário Lúcio e os suplentes a senador Ricardo Vasconcelos e Kennedy Fonseca. De outros partidos, houve a renúncia da candidata a deputada federal Sueli Medeiros (PHS) e do candidato a deputado estadual Orlando Pantoja (PCdoB). Entre os que tiveram os registros negados, a motivação para não poderem concorrer varia para cada candidato. Marcus Pessoa (PSDC), Terezinha Palheta (PSDC) e Mauro Tiago (PDT) não podem concorrer à eleição deste ano porque, de acordo com o TRE, não votaram em eleições anteriores e fizeram o pagamento das multas após o pedido de registro de candidaturas.
No caso de Rosana Freitas (PTN) e Jaque Menezes (PTN), a rejeição da candidatura ocorreu porque, sendo ambas funcionárias públicas, não apresentaram documentação que comprove o afastamento de seus cargos há pelo menos três meses antes das eleições.

Cícero Neto (PSDC) teve a candidatura negada porque no sistema do TRE consta que ele estava filiado a dois partidos distintos e, por último, Professor Deusimar (PTN) não poderá concorrer por ter efetuado o pagamento de multas eleitorais, por propaganda irregular, após o pedido de registro.
O professor de Direito Eleitoral Leland Barroso explicou que todos os candidatos podem recorrer da decisão.

Site terá que retirar charges de candidatos

A juíza auxiliar do TRE, Marília Gurgel, decidiu que o site DDC Charges, administrado pela empresa DDC Comunicações Ltda., deve retirar da internet 12 charges relacionadas ao candidato ao governo do Estado José Melo (PROS), no prazo de 24 horas após serem notificados da decisão que foi publicada ontem pelo tribunal. O candidato à reeleição José Melo e o candidato a vice Henrique Oliveira ingressaram com uma representação contra o site, alegando que as charges eram propagandas negativas. Ainda de acordo com o candidato à reeleição, o site está divulgando propaganda eleitoral ofensiva a José Melo, “ao veicular charges tendenciosas que constituiriam propaganda negativa com o intuito de denegrir sua imagem”, cita a decisão. Ainda ontem, o juiz auxiliar Francisco Queiroz decidiu que o site Portal do Zacarias deve retirar textos considerados ofensivos ao candidato Eduardo Braga (PMDB). Braga ingressou com representações contra o site por considerar que os textos denigrem a sua imagem.

Denúncias

A Comissão de Fiscalização da Propaganda Eleitoral do TRE recebeu, até a tarde de ontem, pelo aplicativo WhatsApp, 30 denúncias de propaganda eleitoral irregular.
De acordo com o membro da comissão, Andretti Barbosa, a maioria das denúncias é relativa a placas de propaganda irregular.

fonte: http://new.d24am.com/noticias/politica/justica-eleitoral-julgou-270-registros-candidaturas-agora-amazonas/116552

PRE/AM opina pela condenação de José Melo por propaganda eleitoral antecipada em Manaus

Representação acusa o candidato à reeleição de usar camiseta com o número de campanha antes do registro de candidatura, em evento público da Copa do Mundo em Manaus

A Procuradoria Regional Eleitoral no Amazonas (PRE/AM) emitiu parecer favorável à condenação do candidato à reeleição ao cargo de governador do Amazonas José Melo (PROS), por propaganda eleitoral antecipada durante evento da Copa do Mundo 2014 no Fifa Fan Fest, promovido no anfiteatro da Ponta Negra, zona Oeste de Manaus, no dia 17 de junho deste ano.De acordo com a representação ajuizada por uma das coligações registradas nas eleições de 2014, José Melo utilizou camiseta em evento público com a numeração que viria a ser adotada por ele nas urnas para a disputa pelo cargo de governador, antes da data estabelecida pela legislação vigente como início da permissão para propaganda eleitoral, 5 de julho.

A partir da análise dos argumentos e provas apresentados no processo, a PRE/AM destacou em seu parecer que o candidato representado teve lugar de destaque no evento público, ocupando a tribuna de honra na condição de governador do Estado do Amazonas, ocasião em que estava vestido com uma camisa da seleção brasileira de futebol que trazia o número de campanha estampado nas costas.
Para o órgão, a utilização da numeração de campanha na camisa da seleção brasileira, durante evento festivo da Copa do Mundo, “chama a atenção dos possíveis eleitores”, “desperta a curiosidade e facilita a memorização do pretenso eleitor”, já que o número nunca foi usado por jogadores da seleção.

O parecer destaca ainda que o número de urna indicado pelo candidato José Melo no pedido de registro de candidatura é justamente o que estava estampado nas costas da camisa usada durante o evento público, o que demonstra não se tratar de um “número qualquer”, “sem conotação eleitoreira” ou “propaganda de cunho partidário”, conforme alegou a defesa do candidato. Na semana anterior ao evento, o candidato publicou em seu perfil em uma rede social uma foto na qual exibe a mesma camisa, acompanhada do seguinte comentário: “É com essa que eu vou”. “Se não sabiam os eleitores o que identificava o número de campanha antes do jogo Brasil X México no dia 17 de junho de 2014, passaram a saber ao visualizarem a imagem do governador do Estado do Amazonas, notório pré-candidato à reeleição, em local de destaque usando a camisa em questão. Ou seja, a propaganda eleitoral extemporânea alcançou o seu desiderato, qual seja, associar o número de campanha à candidatura do representado”, diz um trecho do parecer da PRE/AM. A assessoria de Melo afirmou, em nota que "a camisa não continha qualquer símbolo eleitoral, sigla partidária, e suas cores e formato de letras em nada eram alusivos à campanha eleitoral. Desacompanhada disso, a numeração, por si só, é incapaz de configurar indicação eleitoreira, conforme precedentes da própria justiça eleitoral".
 
fonte: http://acritica.uol.com.br/noticias/PREAM-condenacao-Jose-Melo-antecipada_0_1180681970.html

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Adolescente que se perdeu em floresta no interior do AM é encontrado por ribeirinhos

Jovem passou 4 dias em floresta se alimentando de castanhas e bebendo água de igarapé. Garoto teria esquecido caminho de casa ao se separar de grupo

O adolescente Reinaldo Garcia Garrido, 15, que estava perdido desde o último sábado (19) em uma floresta na comunidade de Açaituba, em Santa Isabel do Rio Negro (a 737 quilômetros de Manaus por via fluvial) foi encontrado na noite desta terça-feira (23). Segundo a polícia, o estudante foi localizado por moradores de uma comunidade a 25 quilômetros do local onde ele foi visto pela última vez. As buscas iniciaram no último domingo (20). No sábado, o garoto teria ido com um grupo de quatro pessoas até uma mata fechada para apanhar castanhas. Na ocasião, ele decidiu retornar sozinho para casa em Açaituba, a 20 minutos de Santa Isabel, porém acabou esquecendo o caminho.  

A PM do município fez contato neste domingo com o Exército de São Gabriel da Cachoeira e a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) solicitando auxílio nas buscas. Antes das equipes chegarem ao local, o jovem foi localizado por moradores da comunidade do Rio Darahá, a 25 quilômetros de Açaituba. “Decidimos formar uma equipe e ir até Açaituba novamente e constatamos que ele foi encontrado por ribeirinhos em Rio Darahá. Aparentemente ele estava em bom estado, porém muito cansado e com os pés inchados", disse o delegado Aldinei Nogueira. De acordo com Nogueira, o jovem se alimentou somente de castanhas durante os dias em que ficou perdido na mata. “Ele não estava desidratado porque comia castanhas e tomava água de igarapé. Os moradores da comunidade perceberam que o jovem estava desorientado quando saiu da mata e cuidaram dele. Ficamos felizes que tudo tenha terminado bem”, relatou Nogueira. O garoto já está com a família em Açaituba e é morador de uma comunidade vizinha chamada Areal. O jovem deve fazer exames médicos em Santa Isabel para checar o estado de saúde. 

fonte: http://acritica.uol.com.br/manaus/Adolescente-interior-AM-encontrado-ribeirinhos_0_1180082006.html

TJAM julga procedente ação penal do MPE-AM contra ex-prefeito Adail Pinheiro

De acordo com processo, Adail é acusado de descumprir duas determinações judiciais. Nova pena irá ser votada nas próxima terça (29), afirma desembargador

A ação penal proposta pelo Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) contra o ex-prefeito de Coari, Adail Pinheiro, foi aceita durante sessão plenária realizada na manhã desta terça-feira (22) no Tribunal de Justiça do Amazonas. A pauta havia sido adiada na última semana a pedido do desembargador Domingos Jorge Chalub para análise do processo, no qual Adail está sendo acusado de descumprir duas determinações judiciais.  

Ao longo da sessão, o desembargador fez questão de afirmar que o ato cometido pelo réu era antijurídico, punível e culpável. “Com isso consolidamos uma tipificação penal”, explica. No entanto, Chalub ressalta que diverge da pena proposta pelo relator, desembargador Rafael de Araújo Romano. “Está acima da questão legal. A punição vai de três meses a 3 anos, mas o relator quer aplicar uma pena mínima de 2 anos e um mês, quase o quíntuplo do permitido”, diz. O desembargador Chalub afirma que, na próxima terça-feira (29) durante a sessão plenária, irá apresentar uma nova pena que irá ser votada pelos outros desembargadores. “Estou analisando por este prisma, porque isso é o princípio fundamental da Constituição Federal, quando se fala do artigo quinto e explica a individualização da pena”.O desembargador fez questão de ressaltar, ainda, que essa demora de duas semanas para julgar o processo é regimental, ou seja, a pauta pode ser adiada por duas vezes.

Caso

De acordo com o processo, Adail Pinheiro está sendo acusado de descumprir duas determinações judicias expedidas em 2009, em que obrigavam o restabelecimento do pagamento da aposentadoria um ex-servidor da prefeitura de Coari, por meio do Coariprev (Instituto de Previdência do Município de Coari).  Durante sua defesa, o advogado do ex-prefeito alega que Pinheiro não teria tido acesso a esses documentos e que, por conta disso, o procedimento não havia acontecido. Porém, nos autos consta que ele mesmo havia dito que “o cofre não era da prefeitura”, derrubando assim a tese de houve erro de comunicação entre o poder jurídico e o réu, como a própria defesa propôs. Na mesma sessão plenária foi abordado o Embargos de Declaração referentes ao aumento do número de desembargadores do órgão, que foram adiados para a próxima sessão a pedido do desembargador Jorge Lins por não ter concluído seus estudos a respeito da proposta.

FONTE: http://acritica.uol.com.br/manaus/TJAM-MPE-AM-ex-prefeito-Adail-Pinheiro_0_1179482070.html

Exército e PM realizam buscas para encontrar jovem perdido em floresta no interior do AM


Adolescente de 15 anos está desaparecido desde sábado (19), quando tentou sair sozinho de mata fechada no município de Santa Isabel do Rio Negro, no extremo norte do Estado

O adolescente Reinaldo Garcia Garrido, 15, se perdeu em uma área de castanhal no município de Santa Isabel do Rio Negro (a 737 quilômetros de Manaus por via fluvial) e não retornou desde o último sábado (19). Segundo a polícia, o jovem entrou na floresta com quatro amigos para apanhar castanhas, mas decidiu voltar para casa antes do restante  do grupo e acabou se perdendo. A Polícia Militar do município realiza buscas na área. Exército e a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) já foram acionados. O local onde o jovem desapareceu é de mata fechada, na comunidade Açaituba, a 20 minutos da sede do município. 

“Ele quis retornar para casa antes e imaginou que saberia o caminho,  porém se perdeu”, disse o delegado Aldinei Nogueira, titular do 76º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e responsável pelas buscas. No domingo (20), familiares do estudante entraram na mata em busca do garoto. “Pelo fato de ele morar em comunidade e possuir um certo conhecimento do que se alimentar e beber, temos fé que ele ainda continue vivo”, afirmou o delegado. A PM iniciou as buscas após os familiares registrarem o caso na delegacia, no domingo (20). Segundo o delegado Aldinei, a unidade do Exército em São Gabriel da Cachoeira, município vizinho, deve participar da operação a partir desta terça (22) e a SSP-AM também fornecerá auxílio às buscas com envio de equipes.  Ainda de acordo com o delegado, o adolescente é de uma comunidade vizinha, chamada Areal, também em Santa Isabel do Rio Negro. Ele estava hospedado em uma residência na comunidade de Açaituba, na casa de parentes. 

FONTE: http://acritica.uol.com.br/manaus/Jovem-castanhal-interior-AM-realiza_0_1179482077.html

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Após oito anos, Dunga volta ao comando da Seleção Brasileira, mas falta CBF oficializar

O nome do treinador deve ser oficializado na próxima terça-feira (22) na sede da Confederação Brasileira de Futebol. O técnico retorna ao cargo com a difícil missão de reconstruir um time destroçado após a Copa

No dia 24 de julho de 2006, o capitão do tetra Dunga assumia o cargo de técnico da Seleção Brasileira de futebol pela primeira vez. Passados quase oito anos, o treinador retorna à posição de comandante da equipe mais vencedora da história do esporte bretão. Naquela ocasião, o gaúcho, por coincidência, também substituía Carlos Alberto Parreira, membro da comissão técnica do recém-demitido Luiz Felipe Scolari. Mais experiente e calejado, o ex-jogador deve assumir o cargo na próxima terça-feira (22), quando o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin, dará uma coletiva de imprensa na sede da entidade, às 10h (hora de Manaus), no Rio de Janeiro. Apesar de praticamente certo, o órgão só se pronunciará sobre o assunto na coletiva. 

O nome do treinador da equipe verde-amarela na Copa da África do Sul em 201  foi ventilado com mais força nos bastidores da entidade desde a última quinta-feira (17), quando os cartolas da CBF anunciaram que o novo coordenador-geral de seleções seria Gilmar Rinaldi. O companheiro de Seleção na campanha do tetracampeonato mundial nos Estados Unidos, na Copa de 1994, indicou a volta imediata de Dunga. Com perfil disciplinador e exigente, o treinador deverá divulgar os nomes de sua comissão técnica logo após o anúncio. Na sua última passagem no cargo, o ex-lateral da Seleção Jorginho era seu auxiliar. Às vésperas de assinar com a Federação Venezuelana de Futebol, Dunga abandonou a possibilidade de comandar a equipe Vinho Tinto (apelido da seleção do país) nas eliminatórias para a Copa de 2018 na Rússia. Sua derradeira experiência como treinador foi dirigindo o Internacional de Porto Alegre (RS), onde foi demitido em outubro de 2013 após quatro derrotas seguidas.

Os números de Dunga à frente da Seleção Brasileira são muito bons: foram 60 partidas, sendo 42 vitórias, 12 empates e apenas seis perdas. O treinador foi demitido do cargo após a derrota perante a Holanda nas quartas de final do último torneio da Fifa - coincidentemente, a mesma equipe que levou Felipão à queda, depois de perder por 3 a 0 na disputa do terceiro lugar da Copa do Mundo.

fonte: http://acritica.uol.com.br/craque/Dunga-volta-comando-Selecao-Brasileira_0_1178282176.html

domingo, 20 de julho de 2014

Equipe holandesa se junta a investigação do voo MH17


Kiev - Investigadores de acidentes aéreos da Holanda desembarcaram, neste sábado (19), em Kiev, na capital da Ucrânia, para ajudar a examinar as circunstâncias da queda do voo MH17 da Malaysia Airlines, que matou 192 cidadãos holandeses. O Conselho de Segurança da Holanda enviou um trio de investigadores para colaborar com autoridades ucranianas e também representantes do Conselho Nacional de Segurança dos Transportes dos Estados Unidos e do Departamento de Investigação de Acidentes Aéreos da Grã-Bretanha.

A equipe holandesa ainda não chegou ao local do acidente, na região de Donetsk, informou uma porta-voz. A Organização Internacional de Aviação Civil - órgão de supervisão das Nações Unidas - informou na noite de ontem que participará do processo de investigação, a pedido do governo da Ucrânia. A Holanda é o país com o maior número de vítimas no acidente do voo MH17, que partiu no dia 17 de julho de Amsterdã rumo a Kuala Lumpur. Os Estados Unidos afirmam que a aeronave foi derrubada por um míssil antiaéreo de longa distância SA-11. Todos os 298 passageiros e membros da tripulação morreram.

fonte: http://new.d24am.com/noticias/mundo/equipe-holandesa-junta-investigacao-mh17/116186

Testes rápidos para DST’s chegam ao interior do Amazonas

Campanha percorrerá, pela primeira vez, 25 municípios do interior do Estado, disponibilizando testes e diagnóstico rápidos à população

A Coordenação Estadual de DST-Aids e Hepatites Virais iniciou, ontem, uma campanha que percorrerá, pela primeira vez no Amazonas, 25 municípios do interior do Estado disponibilizando testes e diagnóstico rápidos para hepatite B e C, Aids e sífilis. Os registros de casos da quatro doenças devem sofrer um “aumento significativo” ao final da campanha, em 30 de julho, na opinião do chefe do Departamento Clínico da Fundação de Medicina Tropical, Antônio Magela.

“É a primeira vez que temos uma campanha desse porte no interior do Estado. A tecnologia do teste rápido é uma coisa recente também e o que temos no interior hoje são subnotificações. Pessoas que tem a doença e não sabem e que, no entanto, contaminam outras pessoas”, declarou o médico. A ação faz parte da “Campanha Estadual de Prevenção às Hepatites Virais”. Conforme a Coordenação Estadual de DST-Aids, a região amazônica é uma área endêmica para as hepatites B e C, que levam muitos portadores da doença à morte. “Todos os dias os consultórios de Manaus atendem pessoas com hepatite que sequer desconfiam que têm o vírus, mas continuam a transmitir”, declarou.

Antônio Magela afirmou que o diagnóstico é importante porque ajuda a tratar o paciente e a evitar novas infecções. A expectativa é que até o final da campanha, 41 mil testes rápidos sejam realizados no interior. “Um dos objetivos é identificar as pessoas doentes sem sintomas e que transitem as doenças. Mas a campanha também é educativa, tanto que vamos distribuir material informativo e preservativos masculinos, porque são doenças sexualmente transmissíveis”. Magela destacou a importância de realizar a campanha no interior: “As pessoas têm dificuldade de acesso a saúde no interior por causa das questões geográficas do Estado. Outras não tem interesse ou não querem esperar pelo resultado, que demora muito. A campanha é mais rápida e podemos quebrar a cadeia de transmissão”.

O infectologista afirmou que, além de profissionais da medicina, a campanha também levará ao interior, assistentes sociais preparados para dar apoio aos pacientes que forem diagnosticados com algumas das doenças. Magela acredita que a campanha de teste rápido no interior do Estado deve entrar nos calendários municipal, estadual e federal de Saúde.

fonte: http://acritica.uol.com.br/noticias/Testes-rapidos-DSTs-interior-Amazonas_0_1177682226.html

Site afirma que Dunga fechou acordo com CBF e rumores sobre volta à Seleção aumentam

Para a CBF, o ex-técnico da campanha falha do Mundial de 2010 não "queimou" a imagem do gaúcho Dunga. Sites dão conta de que ele é o provável substituto de Luiz Felipe Scolari

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) tenta apagar a vexatória campanha da Seleção Brasileira na Copa do Mundo 2014. Para isso, o nome que ganhou força desde o final da última sexta-feira (18) é a do ex-técnico Dunga. A confirmação acontece na próxima terça-feira (22), quando o nome do novo treinador será oficializado em uma coletiva de imprensa na sede da entidade máxima do futebol no Brasil, no Rio de Janeiro. Rumores dão conta, no entanto, que será um brasileiro a assumir o posto deixado por Felipão.

A informação sobre Dunga é tão forte que nomes outrora cogitados, como Tite e Muricy Ramalho, perderam força. O site da rádio paulista Jovem Pan cravou o acordo como certo, em reportagem publicada neste sábado (19). O portal afirma, inclusive, que o contrato entre as partes já está assinado. O silêncio do capitão do tetra em 1994 acontece desde que Gilmar Rinaldi assumiu o cargo de coordenador de seleção da CBF. A agência de notícias Reuters também chegou a publicar na noite da última sexta-feira que uma fonte anônima da CBF dava o acerto como selado. "Dunga era o número um da lista e as coisas avançaram. Houve algumas reuniões importantes em São Paulo", diz a matéria. Até quarta-feira (16), Dunga era o técnico que assumiria a seleção venezuelana de futebol por quatro anos, até o Mundial de 2018. Porém, informações de bastidores dão conta de que o treinador não retorna as ligações para os intermediários da negociação.

MOTIVOS
 
A reaproximação do treinador com a Seleção é pelo mesmo motivo da primeira vez. A cúpula da CBF vê no gaúcho o homem certo para garantir o foco dos jogadores. A entidade afirma também que Dunga “não saiu queimado” do cargo em 2010, após ser eliminado pela Holanda ao perder o jogo de virada para os europeus por 2 a 1 nas quartas-de-finais. Entre 2006 até 2010, ele dirigiu a equipe canarinho, e em 60 partidas, conquistou 42 vitórias, 12 empates e seis derrotas. Com um aproveitamento de 76,7%, ele ainda conquistou a Copa América realizada na Venezuela em 2007 e a Copa das Confederações de 2009, na Africa do Sul.

fonte: http://acritica.uol.com.br/craque/Materia-CBF-Dunga_0_1177682255.html

UFC Dublin: McGregor nocauteia Brandão no final do 1° round; irlandeses dominaram evento

Lutador radicado em Manaus sente pressão da torcida, forte ritmo do adversário e sofre nocaute técnico ainda nos primeiros minutos. Agora, o irlandês "fura a fila" e pinta como possível desafiante ao cinturão da categoria peso pena. Atualmente, o detentor do cinturão é o amazonense José Aldo

O lutador cearense radicado em Manaus Diego "Ceará" Brandão, primeiro brasileiro a vencer o reality show The Ultimate Fighter dos Estados Unidos, perdeu, ainda no primeiro round. para o irlandês Conor McGregor naquela que foi a principal luta do UFC Fight Night Dublin, exibida na tarde deste sábado (19). Com o resultado, o irlandês entra na fila pela disputa do cinturão e deve enfrentar o vencedor do combate entre o amazonense José Aldo e Chad Mendes, que acontece ainda no segundo semestre de 2014.

Apesar de ter entrado no octógono lembrando das raízes e pedindo energia dos amigos dos bairros manauaras Praça 14, Japiim e Boulevard, o lutador tinha pela frente, além da pedreira irlandesa, outro fator: a pressão da torcida adversária. Assim, o atleta acabou sendo atropelado por McGregor aos 4 minutos e 5 segundos. Logo no início do combate, após tocar as luvas, Diego foi surpreendido por um chute rodado que atingiu as costelas de Brandão. Em seguida, o lutador logo tentou uma joelhada voadora, em vão. Ainda buscando a luta, o manauara de coração acertou um overhand de leve e um cruzado de direita. Mas, ao tentar a queda, o gringo inverteu a posição e levou a melhor. Em seguida, brasileiro tentou a queda, mas McGregor parecia estar mais ligado na luta e acertava sempre o contragolpe, com mais firmeza. Brandão ainda acertou algumas pedaladas mas nenhuma atingiu em cheio o adversário.

Aos dois minutos de luta, Conor acertou um chute rodado no lutador que, já cansado, Ceará sentiu o golpe, ainda sofreu alguns golpes no ground and pound e teve a luta interrompida por nocaute técnico. Brandão ainda tentou impor seu jiu jitsu, modalidade que o consagrou mundialmente, ao levar a luta para baixo. Conseguiu encaixar algumas posições, porém acabou surpreendido pelo irlandês, que acertou golpes com contundência no corpo de Diego.

fonte: http://acritica.uol.com.br/craque/UFC-Dublin-Esporte-MMA-Diego_Brandao-Conor_McGregor-Nocaute_tecnico_0_1177682257.html

sábado, 19 de julho de 2014

Sete municípios enviam ao TRE pedido de forças federais para eleições

 

Manaus - Sete municípios do Amazonas já solicitaram do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) envio de forças federais para reforçar a segurança durante a eleição deste ano.
Até a tarde dessa sexta-feira (18), os juízes eleitorais dos municípios de Boca do Acre, Humaitá, Iranduba, Itacoatiara, Parintins, São Gabriel da Cachoeira e Tefé já haviam formalizado o pedido de envio das forças federais.

Deste total, dois, um de São Gabriel da Cachoeira e outro de Tefé, começaram a ser julgados pelo TRE, mas o juiz relator Marco Antônio Pinto preferiu ouvir o governo do Estado para colher informações sobre a segurança nestas cidades. No caso do pedido de São Gabriel da Cachoeira, a Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) se manifestou pelo deferimento do pedido. No parecer, o procurador Ageu Florêncio afirma que a maioria das seções eleitorais em São Gabriel da Cachoeira está localizada na zona rural do município e há locais de votação que ficam a uma hora e meia de voo da cidade e outros, a 17 dias de voadeira. “São áreas extremamente remotas, onde, sem a presença do Exército, estrategicamente distribuído nas linhas da tríplice fronteira, tais comunidades viveriam com completa ausência do Estado”, avalia o procurador.

Ainda de acordo com o procurador, a região onde está situada São Gabriel da Cachoeira, conhecida como ‘Cabeça do Cachorro’, “atua como ponto de apoio logístico às Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) e qualquer agitação social ou demonstração de fragilidade do Estado na solução de problemas, traduziria-se em atrativo para indesejáveis problemas para a região”, completa a PRE para justificar o deferimento do pedido. O procurador Florêncio também emitiu parecer favorável ao envio de forças federais para o município de Humaitá. No parecer, o procurador eleitoral avalia que a polícia militar local envia para os municípios do extremo sul do Amazonas, onde fica Humaitá, um número razoável de militares, restando um contingente insuficiente para atender a demanda de segurança daquela zona eleitoral, dada a extensão territorial do município.
Ainda de acordo com a PRE, “o pedido de forças federais se encontra plenamente justificado pela autoridade requerente, sendo de conhecimento público no Estado do Amazonas as situações de instabilidade política já ocorridas na Comarca de Humaitá, com deploráveis atos de violência em eleições passadas”, citou o procurador.

Caso os pedidos sejam deferidos pelo pleno do TRE, serão encaminhados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), onde, sendo acatados, o governo federal será informado da decisão. De acordo com a secretária Judiciária do TRE, Trícia Melo, é praxe consultar o governo do Estado sobre a necessidade de reforçar a segurança nas cidades em que os juízes pedem reforço na segurança para as eleições.
“Em toda eleição é feita esta consulta junto ao governador para ver se pode ser feita a segurança das eleições apenas com a polícia militar”, afirmou Trícia.

TAC norteará fiscalização de trabalho

A presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), desembargadora Socorro Guedes; o procurador Jorsinei Dourado do Nascimento do Ministério Público do Trabalho (MPT-AM); e o Procurador Eleitoral da República, Ageu Florêncio da Cunha, se reuniram na manhã dessa sexta para definir a fiscalização das condições de trabalho dos cabos eleitorais que atuarão na eleição deste ano, que será em outubro. Na reunião, ficou decidido que no próximo dia 25 deste mês, candidatos e partidos políticos com seus advogados assinarão um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), onde se comprometerão em observar a legislação trabalhista nas contratações de trabalhadores.

Nas eleições municipais de 2012, um TAC também foi assinado para que os direitos mínimos dos cabos eleitorais fossem respeitados, tanto por candidatos, quanto pelos partidos políticos. Socorro Guedes explicou que os direitos trabalhistas dos contratos em campanha precisam ser observados. “Aqueles que querem nos representar devem acima de tudo respeitar os direitos dos cabos eleitorais”, disse. O procurador do trabalho, Jorsinei Dourado, disse que o objetivo da assinatura do termo é “não só garantir que os mínimos direitos sejam atendidos, mas também responsabilizar os partidos políticos por causa de dívidas deixadas por candidatos à eles vinculados com os cabos eleitorais”, explicou.

Multa por divulgar pesquisa sem registro

A juiza auxiliar do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), Marília Gurgel de Paiva e Sales, multou em R$ 53 mil a pessoa jurídica Márcio Lopes de Souza ME por ter veiculado uma pesquisa sem registro na justiça eleitoral, no site ‘Correio da Amazônia’. A decisão liminar definindo a aplicação de multa foi divulgada ontem pelo tribunal eleitoral. De acordo com a magistrada, o site não cumpriu as exigências da legislação eleitoral, que determina que toda pesquisa eleitoral deve ser registrada na justiça eleitoral para poder ser veiculada.  “As liberdades de imprensa e de manifestação de pensamento não constituem direitos intangíveis, sofrendo sim seu exercício limitações no regramento pátrio e, nesta sendo, compete ao Judiciário inibir práticas que comprometam o desenvolvimento do regular processo eleitoral e democrático”, citou a juíza. A ação foi ingressada pelo PMDB e ainda teve como parte a coligação ‘Renovação e Experiência’, que tem o candidato a governador Eduardo Braga.

Contestação

Na quinta-feira, o candidato a deputado estadual Carlos Ataíde de Oliveira apresentou sua defesa do pedido de impugnação de sua candidatura, pedida pela Procuradoria Regional Eleitoral (PRE).
No documento, o candidato cita que teve suas contas rejeitadas quando era responsável pela Superintendência Regional do Incra no Amazonas, mas sem se enquadrar como ‘grave violação da lei de ato doloso de improbidade”, cita o candidatos em sua contestação.

fonte: http://new.d24am.com/noticias/politica/sete-municipios-enviam-pedido-forcas-federais-para-eleicoes/116180

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Presídio de Manacapuru (AM) sofre terceira fuga em menos de seis meses e seis escapam

Os presos escaparam após romperam uma cerca de arame que fica nos fundos da unidade prisional. O local, que tem capacidade para 27 detentos abriga, hoje 105 prisioneiros em apenas seis celas

Seis detentos do presídio Desembargador Ataliba David Antônio, localizado no município amazonense de Manacapuru (distante 84 quilômetros da capital), fugiram no início da noite desta quinta-feira (17), enquanto tomavam o banho de sol, cortando uma cerca de arame localizada nos fundos do local. É a terceira fuga de presos registrada na unidade prisional em menos de seis meses. Para o diretor do presídio, contar com apenas cinco funcionários para cuidar de mais de uma centena de criminosos é complicado. De acordo com o diretor Itaner Pinheiro Filho, as condições do presídio são muito precárias e a possibilidade de que as fugas continuem ocorrendo são grandes. A penitenciária foi construída para receber 27 detentos, mas 105 prisioneiros se amontoam ao longo de seis celas. Além disso, apenas um carcereiro e quatro policiais ficam responsáveis pelos presos por turno.

A situação do presídio de Manacapuru inspira cuidados, tanto que o diretor estuda a remoção de alguns detentos para o concerto de um dos portões do local. “O prédio é antigo e precisa de uma reforma com urgência. Tem um portão que está para cair. Vou tentar remover alguns presos para a delegacia da cidade enquanto mandamos soldar o portão”, disse Pinheiro. Ainda segundo o diretor da penitenciária, os criminosos que escaparam não são de alto grau de periculosidade. A maioria responde pelos crimes de roubo e furto, enquadrados nos artigos 155 e 157 do Código Penal Brasileiro. Um outro fugitivo, responde pelo crime de violência doméstica, que corresponde ao artigo 147. 

Os seis fugitivos são: Eduardo Henrique Encarnação da Costa, Dyeneci de Lima Ferreira, Zenildo Lima de Almeida, Messias dos Santos, Alessandro da Costa Feitosa e Francimar de Moraes Almeida.
De acordo com comunicado oficial enviado à imprensa, o Comando de Policiamento do Interior (CPI) da PM destinou 30 policiais militares para os trabalhos de recaptura dos seis presos que fugiram da unidade prisional. A Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejus) acionou a PM assim que comunicada da fuga e abriu sindicância para apurar as circunstâncias do ocorrido. De acordo com o comandante do CPI, coronel Marcos Brandão, estão sendo utilizadas oito viaturas, entre as quais uma lancha para patrulhas fluviais, no trabalho de recaptura.

Fugas constantes

No dia 23 de junho deste ano, dois homens fugiram do presídio no momento em que a Seleção Brasileira goleava a equipe de Camarões pela Copa do Mundo. Frank Almeida e Josenildo Rodrigues de Andrade, o “Acreano”, aproveitaram o banho de sol no mesmo horário da partida e fugiram. Só foi notada a falta dos criminosos na hora da contagem dos presos, horas depois. Outro episódio que mostrou a fragilidade da penitenciária ocorreu no dia 12 de abril de 2014, quando três presos fugiram do local no momento da visita. Ítalo Jordão da Silva de Sá, Jair Feitosa de Souza, o “Boca Rica”, e Willians Santana Sales aproveitaram a distração dos vigilantes do presídio e escaparam. O fato mais inusitado que aconteceu no local este ano se deu na madrugada do dia 19 de maio. Por conta da falta de energia na cidade, os presos arrebentaram os cadeados das celas e foram todos para o pátio da prisão, reclamando das altas temperaturas dentro do presídio do interior do Amazonas. De acordo com o diretor do presídio, o calor era muito intenso e os presos começaram a passar mal. Naquela ocasião, 97 detentos passaram a noite na área externa usado para o banho de sol, e somente no dia seguinte foram recolhidos para o cárcere coletivo.

fonte: http://acritica.uol.com.br/noticias/Presidio-Manacapuru-sofre-fuga_0_1177082289.html